top of page

O dinheiro muda as pessoas?

Apesar de se ouvir dizer muitas vezes que "o dinheiro é a raiz de todos os males", e que "o dinheiro não traz felicidade", quem me acompanha sabe a minha opinião sobre isso. Para mim, o dinheiro é simplesmente uma ferramenta e sermos mais felizes ou infelizes vai depender daquilo que fizermos com ele. Se não fizermos absolutamente nada e o deixarmos parado, então vamos ser igualmente felizes ou infelizes.


E se tentarmos ser mais abrangentes? Em vez de falar felicidade ou infelicidade, falarmos, simplesmente, de mudança. Será o que dinheiro muda as pessoas? Neste artigo vou dar a minha opinião.


O dinheiro muda as pessoas

Há pessoas felizes com pouco dinheiro e pessoas felizes com muito dinheiro. O contrário, ou seja, pessoas infelizes, também é verdade. A questão que se coloca é: será que pessoas que tenham pouco dinheiro e passem a ter mais, mudam? A minha resposta é "mais ou menos". Na verdade, acho que elas se revelam!


Quantas pessoas conhecemos que se mantêm em trabalhos, relações ou atividades, de uma forma geral, que as deixam extremamente infelizes mas das quais dependem para pagar as suas contas? Acho que todos temos situações destas próximas de nós, em que as pessoas se arrastam por anos a fio, muitas vezes uma vida inteira, a fazerem de conta que são felizes para não perderem os seus rendimentos.


O que aconteceria se uma dessas pessoas ganhasse o Euromilhões e, com isso, deixasse de precisar desse rendimento? É muito provável que ela fosse mandar todos passear e passasse a dizer aquilo que realmente pensa, acha e sente, visto que o medo de perder o rendimento associado deixava de ser um problema, certo?


Então, de certa forma, nessa situação o que aconteceu foi que o dinheiro não mudou necessariamente a pessoa, mas sim deu-lhe a oportunidade de ser quem ela realmente é, dizer aquilo que realmente acha e decidir fazer aquilo que realmente quer. Algo libertador, se formos a ver, certo?


Por este motivo, acredito que o dinheiro não muda as pessoas, mas sim revela quem realmente são.


Se tivermos alguém que já é naturalmente bondoso, dedicado a causas e outras características desse género, então o dinheiro só vai potenciar tudo isso. Se a pessoa naturalmente não for assim, não me parece que vá ser o Euromilhões, ou outra situação dessas, que vá mudar seja o que for. Se a pessoa for, naturalmente, conflituosa, julgadora e outras características desse género, é provável que o dinheiro a vá transformar numa pessoa ainda mais difícil de lidar, porque o dinheiro irá potenciar tudo isso e deixá-la perfeitamente à vontade para ser tudo o que ela quiser, sem receios de ser penalizada porque, na sua cabeça, o dinheiro que tem dá-lhe a tranquilidade e a segurança que precisa.


É interessante como a cabeça das pessoas funciona e nas ilusões em que muitas vezes caem.


É também por isso que muitos vencedores de Euromilhões estão falidos poucos anos depois do prémio e há muitas outras pessoas que durante toda a vida tiveram baixos rendimentos e que terminam a viver uma vida confortável durante muitos e muitos anos.


O que pensamos define como agimos e as nossas ações definem os nossos resultados.


É importante tratares do que vai na tua cabeça e teres isso "em dia", antes de começares a fazer seja o que for. Mais vale adiares as tuas ações algum tempo mas tomá-las já com os teus pensamentos alinhados, do que estares a tomar ações cujos resultados não te vão levar, nem de longe, ao sítio que queres.


Posts Relacionados

Ver tudo

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating

Regista-te e recebe todas as novidades

Obrigado pelo teu registo

bottom of page