top of page

O que fazer com dinheiro extra?

Em primeiro lugar, e caso não o tenham feito, convido-vos a ler o meu artigo "Como fazer um orçamento?" (https://www.financasdos90.com/post/como-fazer-um-orçamento) .


Ao ler esse artigo vão ver que defendo uma simples distribuição de todo o dinheiro que recebemos por 3 destinos: 50% para necessidades, 30% para desejos e 20% para poupanças e/ou investimentos.


Essa aplicação é muito simples e direta quando consideramos que entra dinheiro na nossa conta apenas uma vez por mês com o nosso vencimento. Basicamente, assim que entra o dinheiro, devemos colocar os 20% em poupança e gerir o resto do mês com os restantes 80% para ambas as categorias.


No entanto, temos ao longo do ano situações em que recebemos mais dinheiro do que habitual como, por exemplo, subsídios, prémios ou reembolsos de IRS. E nestes meses, o que devemos fazer? Vamos dar um exemplo.


A Diana ganha 1000€ líquidos por mês, e como tem as suas finanças muito bem organizadas, distribui pelos 3 destinos:

  • 50% para renda, contas, compras de supermercado, etc.

  • 30% para jantares fora, cinema e compras de roupa que não necessita

  • 20% para poupança e investimento


Em Agosto, a Diana irá receber o seu subsídio de férias e, portanto, no início do mês irá receber 2000€ (sei bem que não é exatamente assim mas vamos facilitar as contas). Como vai distribuir isto?


Em primeiro lugar, e como manda a regra, a poupança. Se aplicar 20% aos 2000€, significa que deve imediatamente reforçar os seus investimentos ou poupanças com 400€. Lembrem-se que um dos grandes segredos para melhorar a vossa situação financeira é manter as mesmas práticas independentemente de quanto dinheiro recebem.


Depois disso, vem algo mais discutível mas que vou partilhar a minha opinião. Acho que o dinheiro é para ser poupado mas também é para ser gasto, por isso, a Diana deve também aplicar a regra dos 30% aos 2000€, o que significa que este mês ela pode fazer mais coisas ou aproveitar para fazer aquela atividade especial que se tem andado a conter por não conseguir enquadrar no seu orçamento. A Diana trabalhou arduamente e merece este mês ter 600€ (30% dos 2000€) para gastar no que quiser.


Então, dos 2000€ que recebeu, a Diana colocou 400€ nas suas poupanças e vai gastar 600€ no que a fizer sentir-se mais feliz, o que significa que sobram 1000€.


Os seus custos básicos de vida, como a renda, contas, supermercado e outros do género não sobem por ser mês de Agosto e, por isso, custam os mesmos 500€ de habitualmente.


Deduzimos isto e sobram 500€. O que fazemos com estes 500€? Depende!


No mesmo artigo que partilhei acima, encontrarão um ficheiro Excel para fazerem o vosso orçamento mensal, e nesse ficheiro existe uma folha para controlarem a evolução dos vossos bens, das dívidas e, consequentemente, do vosso património líquido.


Sou da opinião que o caminho para a independência financeira se faz na linha do "ativo", ou seja, tudo aquilo que vocês possuem e que tem um valor. Por esse motivo, para mim, essa linha deve ser sempre crescente o que significa que vocês estão constantemente a aumentar o vosso património.


Com isto em mente, temos então duas opções para os tais 500€ que estavam a sobrar à Diana.

  • Se esta linha de "ativo" não estiver a subir, então estes 500€ devem ser poupados ou investidos. Assim, este mês, a Diana irá poupar um total de 900€ (45% de tudo o que recebeu).

  • Se a linha de "ativo" já estiver a subir, os 500€ deverão ser usados para amortizar dívidas que existam. Iremos brevemente fazer um artigo sobre isto com mais detalhe.

Lembrem-se que o objetivo é dar um trabalho a todos os Euros que entrem na vossa conta. O dinheiro é um ótimo trabalhador mas tem de lhe ser dada uma função.


Sei que pode haver aqui alguns termos mais complexos ou confusos para quem se está a iniciar mas o programa de mentoria financeira está disponível para vos ajudar. Vejam mais informações aqui: https://www.financasdos90.com/mentoria


0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Regista-te e recebe todas as novidades

Obrigado pelo teu registo

bottom of page