top of page

O que fazer depois de poupar 1.000€?

Quando começamos a pôr as nossas finanças em dia e a encontrar uma folga orçamental, vamos colocando esse dinheiro de parte e ao fim de algum tempo, dependendo de muitas variáveis, acumulamos os nossos primeiros 1.000€. A pergunta que se coloca é: o que lhes vamos fazer?


poupar

Os primeiros 1.000€ são um momento marcante quando começamos a dar atenção às nossas finanças, principalmente se tivermos partido de uma situação de zero absoluto e tivermos tido um grande esforço para conseguir acumular estes 1.000€. Então e agora? O que fazemos com eles ou qual é o próximo passo?


O Dave Ramsey, uma das figuras mais relevantes no mundo das finanças pessoais norte-americanas, diz, no seu método 7 Baby Steps que o passo seguinte é deixar lá esses 1.000€ e começar a pagar todas as dívidas, excluindo o nosso crédito habitação. As opiniões e métodos do Dave Ramsey levantam muitos fãs e muitos críticos como, na verdade, acontece com qualquer pessoa que partilhe a sua opinião abertamente. Haverá sempre quem concorde e quem não concorde. Sempre foi assim e arrisco dizer que assim continuará.


Apesar de rever muito valor em muitas das coisas que o Dave Ramsey diz, neste, em concreto, não concordo. Acho que ter apenas 1.000€ de parte é uma situação demasiado frágil para a maioria das pessoas, pelo menos aquelas que já têm algum tipo de responsabilidades. Se formos a pensar, não é difícil ter uma situação financeira que vá conseguir uma parte, ou até a totalidade, desses 1.000€, isto para não falar de situações que até os ultrapassem. Nessa altura, iremos sentir falta de todo aquele capital que dedicamos a amortizar antecipadamente créditos.


Então qual é a minha opinião sobre isto?


É que depois de poupar os primeiros 1.000€, é continuar a fazer exatamente o mesmo que fizemos para aí chegar ou, idealmente, encontrar forma de acelerar esse processo.


Qual será então o valor onde devemos chegar? Bem, depende. Tenho dúvidas que a regra mais tradicional dos 6 a 12 meses faça sentido para a maioria das pessoas, mas entendo que para algumas isso seja apropriado. O Dave Ramsey, por exemplo, no mesmo método fala de 3 a 6 meses. Isto mostra que cada caso é um caso e que cada um de nós deverá entender o que faz mais sentido, sabendo que, naturalmente, quanto maior for o valor que quisermos acumular em poupança, ou fundo de emergência, se quiserem chamá-lo dessa forma, mais tempo passará até que nos possamos dedicar a outros objetivos seja começar a investir, amortizar dívidas ou qualquer outra coisa.


No final de contas, é sempre uma questão de equilíbrio e cada vez mais acredito que o nosso orçamento pessoal é que vai ditar o melhor destino para o nosso dinheiro. O nosso orçamento é a nossa fotografia financeira e é nele que vamos conseguir ver tudo o que está a acontecer e, com base nisso, tomar as nossas decisões.



Uma coisa é óbvia: os primeiros 1.000€ são o primeiro passo inevitável e são para ser mantidos tal e qual como estão e nunca para serem consumidos.


Entendo que todos nós façamos poupanças para algum fim específico de consumo, seja a compra de uma casa, férias, ou qualquer outro objetivo, mas além disso teremos de ter sempre, sem exceção, poupanças feitas sem nenhum fim específico e que nos trarão, acima de tudo, tranquilidade às nossas finanças pessoais.


 

Todos estes conceitos estão explicados e detalhados no meu livro "Pensar, Poupar, Ganhar". Carrega na imagem abaixo para saber mais:



livro pensar poupar ganhar sergio rodrigues

0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating

Regista-te e recebe todas as novidades

Obrigado pelo teu registo

bottom of page